Documentos fiscais: por que é preciso ter muita atenção com eles?

Documentos Fiscais

Compartilhe nas redes!

Estar atento aos documentos fiscais da sua empresa pode te poupar de uma enorme dor de cabeça e ainda garantir outros benefícios

Todos os empresários já ouviram falar sobre documentos fiscais, afinal de contas, eles fazem tanta parte da vida da empresa quanto vender ou atender seus clientes.

No entanto, diferente de algumas outras áreas do seu negócio, é necessário sempre ter atenção redobrada a esses documentos, uma vez que, assim como o próprio nome já indica, eles são utilizados para controle fiscal e podem gerar um enorme problema se não estiverem em  dia.

Sendo assim, como uma maneira simples e eficaz de te ajudar, resolvemos escrever este artigo para explicar a fundo o que é essa tal papelada e como ela incide diretamente sobre a saúde do seu negócio.

Boa leitura!

O que e quais são os documentos fiscais?

É possível que você se lembre bem daquela enorme quantidade de impostos e tributos que tem que pagar ao estado, certo? Pois bem, para entender de uma maneira simples o que são os comprovativos fiscais, antes, é preciso saber um pouco mais sobre o conceito de fiscalidade.

Portanto, a fiscalidade é o processo pelo o estado faz a arrecadação de impostos e tributos por meio da Receita Federal e, assim, tem com maior objetivo o investimento nas urgências sociais apresentadas por todos os cidadãos.

Desta forma, vale dizer que os documentos fiscais nada mais são do que a comprovação da troca financeira entre a entidade empresa e o consumidor, seja ele final ou não, e tem como função viabilizar a cobrança tributária por cada uma das transações.

Dentre os principais documentos fiscais, o que mais se destaca é a Nota Fiscal, mas existem muitos outros:

  • CT-e (Conhecimento de Transporte Eletrônico);
  • CT-e OS (Conhecimento de Transporte para Fretamento e Outros Serviços);
  • MDF-e (Manifesto de Documentos Fiscais Eletrônicos);
  • NF-e (Nota Fiscal Eletrônica);
  • Cupom Fiscal;
  • Recibos;
  • Declarações;
  • Livros Fiscais;
  • Autorizações, e muitos mais.

Simples, não é?

Mas qual é a verdadeira importância dos comprovativos? Aliás, por que diz-se que é preciso manter sempre atenção redobrada com eles?

Assim como já dissemos anteriormente, essa documentação não é algo que diz respeito somente à sua empresa, como é o caso, por exemplo, do seu plano de negócios ou estratégias de desenvolvimento interno, ou seja, tendo em vista que há uma ligação direta entre as declarações e o Fisco, um simples deslize pode ser o suficiente para gerar multas ou fazer com que impostos sejam pagos a mais — ou a menos, o que, consequentemente, também geraria multas.

Visto isso, para que seja possível ter uma atuação segura e manter o seu negócio sempre na linha do sucesso, é indicado que todos os certificados de transações sejam guardados por, ao menos, 5 anos, afinal, eles serão necessários nos momentos de declaração de impostos.

Mas há ainda outros pontos que devem ser levados em consideração para casos específicos, como, por exemplo, quando se trata dos cupons de prestação de serviços, que devem ser armazenados a partir do fornecimento da atividade, ou o Livro Fiscal, que conta a partir da data do encerramento.

Compreendeu?

Apesar da baixa complexidade de compreensão sobre os documentos fiscais e suas funções, não dá para cuidar de tudo sozinho… 

O apoio de contadores experientes é muito mais que uma necessidade quando falamos sobre o desenvolvimento e crescimento do seu negócio, uma vez que você precisa se manter distante das burocracias que te tomam tempo e focar exclusivamente na criação de estratégias de expansão.

Então, lembre-se sempre de que nós estamos aqui para, junto com você e sua equipe, fornecer segurança à sua atuação e fazer com que tudo o que diz respeito à saúde do seu negócio esteja em dia!

Clique agora mesmo no botão verde que aparece no canto inferior direito da sua tela e fale com um dos nossos especialistas! Eles sempre poderão te ajudar!

Classifique nosso post post

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

Qual o melhor regime tributário para prestadores de serviços?

O melhor regime tributário para prestadores de serviços é o Simples Nacional, visto que oferece alíquotas menores e o seu recolhimento é bem menos burocrático. Além disso, os valores dos impostos são fixos, por isso, possibilitando ter maior controle dos

Obrigações acessórias para empresas

As obrigações acessórias são uma das exigências do governo que as empresas brasileiras devem cumprir. E igualmente às obrigações tributárias principais, o não cumprimento do que está previsto em lei em relação às obrigações acessórias, há riscos de sanções. Confira

4 soluções de contabilidade para prestadores de serviços

As soluções de contabilidade para prestadores de serviços contribuem sobremaneira para o bom andamento dos negócios. Sem falar que os serviços de contabilidade são essenciais para todo e qualquer empreendimento. Haja vista que empreender implica no cumprimento de obrigações fiscais,

Recomendado só para você
O Planejamento Estratégico da sua empresa está apenas no papel…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top