Planejamento tributário: é tudo o que falam por aí?

Planejamento Tributario

Compartilhe nas redes!

Descubra se o planejamento tributário é uma necessidade da sua empresa ou mais uma promessa vazia para ganhar dinheiro à custa do seu negócio!

Você já deve ter ouvido falar do planejamento tributário, mas ele realmente é tudo isso que dizem por aí?

Promessas são compromissos, e quando uma pessoa o faz a outra é porque, independente do que tenha sido combinado, será realizado.

Mas… sabemos que isso nem sempre é verdade, não é mesmo?

Infelizmente, nem toda vez que alguém lhe promete algo, esse acordo é honrado e, quando falamos da perspectiva de um empreendedor, o que mais há por aí são promessas.

Desde as mais sutis às mais ousadas, todos cercam os empresários para conseguir ganhar dinheiro, contudo, a entrega “já são outros quinhentos”, e nem sempre o que se promete é cumprido, o que causa uma grande dor de cabeça em qualquer empreendedor.

Agora, nós sabemos que você não quer perder dinheiro e quer investir corretamente o seu dinheiro, certo?

Por isso, vamos abordar um assunto que é muito discutido e apresentado para empreendedores — como você — como uma solução milagrosa, capaz de tirar o seu negócio de qualquer “fundo de poço” existente: o planejamento tributário.

Hoje, vamos ser claros com você e dizer a verdade sobre esse conceito bem conhecido.

Boa leitura!

O que é o planejamento tributário?

Vamos “começar pelo começo” e esclarecer o que é o conceito que abordaremos.

O planejamento tributário é um processo que, através de estudos sobre a sua empresa e sobre as leis vigentes, busca diminuir ao máximo a sua carga tributária o que, em outras palavras, significa: encontrar o caminho certo para pagar o mínimo de imposto possível.

E não precisa se preocupar, pois esse procedimento é totalmente legal, pois ele busca vias legais para encontrar formas de pagar menos impostos.

Todas as empresas podem fazer o planejamento tributário?

Agora, será que você e sua empresa podem fazer o planejamento tributário?

Bom, na verdade, não existe nenhum “tempo mínimo” para realizar essa avaliação, portanto, é possível realizar esse procedimento até mesmo na abertura da sua empresa.

Mas é importante lembrar que, assim como o seu negócio muda e cresce ao longo do tempo, refazer essa avaliação é crucial para continuar pagando o mínimo possível e para que a sua empresa não falte para com nenhum compromisso em relação ao Fisco.

Veredito: o planejamento tributário é tudo isso que lhe prometem?

Como já deixamos claro aqui, o planejamento tributário não faz mágica, muito pelo contrário, a execução dele se dá a partir de muito estudo e a partir da apresentação de dados concretos para o seu crescimento.

Portanto, no final das contas, depende não apenas da sua situação e das particularidades da sua empresa, mas, também, da análise minuciosa dos profissionais por trás do plano para a redução de impostos.

No final das contas,  tudo depende, afinal, não é algo que se possa garantir que lhe trará um retorno — talvez você já pague o mínimo possível, a única coisa que essa análise resultaria seria na confirmação dessa situação.

Contudo, algo que você pode garantir é estar amparado por profissionais tão comprometidos com o seu sucesso quanto você!

E nós, da Carvalló, temos profissionais empenhados em trazer resultados reais a você e ir além da mera promessa!

Então, não hesite em clicar no botão verde no canto inferior direito da sua tela e falar com um de nossos especialistas!

Estamos te esperando!

Classifique nosso post post

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

Qual o melhor regime tributário para prestadores de serviços?

O melhor regime tributário para prestadores de serviços é o Simples Nacional, visto que oferece alíquotas menores e o seu recolhimento é bem menos burocrático. Além disso, os valores dos impostos são fixos, por isso, possibilitando ter maior controle dos

Obrigações acessórias para empresas

As obrigações acessórias são uma das exigências do governo que as empresas brasileiras devem cumprir. E igualmente às obrigações tributárias principais, o não cumprimento do que está previsto em lei em relação às obrigações acessórias, há riscos de sanções. Confira

4 soluções de contabilidade para prestadores de serviços

As soluções de contabilidade para prestadores de serviços contribuem sobremaneira para o bom andamento dos negócios. Sem falar que os serviços de contabilidade são essenciais para todo e qualquer empreendimento. Haja vista que empreender implica no cumprimento de obrigações fiscais,

Recomendado só para você
Contabilidade Em Altamira: É Possível Abrir E Manter Uma Empresa…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top