Gestão Financeira: 3 Itens Que Prestadores de Serviço Ignoram!

gestão financeira

Compartilhe nas redes!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

3 aspectos da gestão financeira que a maioria dos prestadores de serviços deixam de lado, mas podem fazer uma diferença significativa no lucro ao final do mês!

A gestão financeira é um dos maiores obstáculos que os prestadores de serviço enfrentam para conseguirem consolidar um empreendimento no mercado, e hoje vamos revelar os principais pontos que reforçam e enraízam essa dificuldade!

Um prestador de serviços, no cenário atual, precisa se valer muito mais do que de seu trabalho para obter sucesso no mercado, e isso independe da qualidade dos resultados oferecidos.

Afinal de contas, mesmo que o seu serviço seja excepcional, o mercado oferece uma gama diversa de outros profissionais que oferecem as mesmas facilidades, e para o consumidor contratante, é difícil diferenciar para além da distinção de preços.

Portanto, é necessário saber o básico de questões gerenciais para, enfim, se posicionar como referência no mercado e, também, potencializar os lucros do seu negócio.

Mas, para isso, é necessário colocar em pauta alguns aspectos da gestão financeira que muitos prestadores de serviço deixam de lado — e hoje iremos revelar os 3 maiores deles!

Portanto, fique conosco até o final deste artigo e confira os piores erros que um prestador de serviços pode cometer no gerenciamento das finanças do seu negócio!

Boa leitura!

Os 3 aspectos da gestão financeira que os prestadores de serviço deixam de lado — e minam as possibilidades de ser bem-sucedido

A gestão financeira sempre é uma questão nos negócios, independente se você é um autônomo ou líder de uma multinacional: é necessário manter-se vigilante em relação às finanças.

Mas quando se é prestador de serviços, alguns pontos pesam mais do que outros nos resultados obtidos ao final do mês, e para descobrir quais são eles, confira abaixo agora:

Conheça os custos do seu serviço e precifique corretamente

Saber quanto vale o seu trabalho e para quem ele é direcionado é crucial para precificá-lo de forma correta, obtendo o equilíbrio perfeito entre o que o cliente está disposto a pagar e o quanto você deve ganhar para lucrar.

Sendo assim, para além dos custos operacionais, leve em conta o preço da sua mão de obra e alinhe com o seu público-alvo para atingir as melhores quantias de lucro possíveis!

Tenha um controle de estoque para evitar desperdícios

O controle de estoque é uma das chaves da gestão financeira, pois quando você passa a enxergar suas matérias-primas como dinheiro, é possível administrá-las com precisão.

Tendo isso em vista, não subestime o poder e o impacto financeiro de uma boa administração e do rigor com o estoque nos seus lucros.

Não misture as finanças pessoais com as do seu empreendimento!

Por fim, o pior erro do prestador de serviços é misturar os rendimentos da empresa com os pessoais — um erro fatal para a gestão financeira!

Apesar de ser muito — muito — comum esse tipo de atitude, é ela que impede que você encontre dinheiro para investimentos e para crescer o seu negócio, então, separe o que pertence ao caixa da sua empresa e o que deve ir para a sua carteira.

E então, gostou do artigo de hoje? Se estiver precisando de ajuda com a gestão financeira do seu negócio, não hesite em contatar um de nossos especialistas agora mesmo!

Basta clicar no botão verde que aparece no canto inferior direito da sua tela e falar com um profissional!

Compartilhe nas redes:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

Recomendado só para você
Ter um plano de negócios faz alguma diferença na prática…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top
Open chat